Nova lei sugere mais de 350 milhões de dólares de arrecadação com impostos e movimenta uma das mais promissoras indústrias na economia.

No último dia 31 de março, o governador do estado americano de Nova York, Andrew Cuomo, sancionou nova lei que legaliza o uso recreativo da cannabis e o cultivo da planta para consumo pessoal. É o 15º estado a permitir o uso recreativo da cannabis nos Estados Unidos.

Com a nova legislação, o governo irá atrelar o comércio da cannabis com outras políticas nas áreas da equidade racial, educação e saúde. De toda carga tributária referente ao comércio da cannabis, 40% será destinada a comunidades negras e latinas, outros 40% para a educação, e os 20% restantes para a saúde pública do estado.

A medida permite que a população novaiorquina faça uso da cannabis inclusive em espaços públicos previamente autorizados. Escolas, ambiente de trabalho, parques e praças devem manter a proibição. Além disso, passa a ser permitido o cultivo doméstico de até seis plantas para uso pessoal.

O governo estima arrecadar 350 milhões de dólares anuais com receitas fiscais provenientes desta indústria, a criação de mais de 30 mil novos empregos, e movimentar bilhões de dólares em vendas.

Para a indústria da cannabis medicinal, a nova lei é uma importante conquista que irá permitir expandir significativamente o programa de tratamento a base da planta para novos pacientes, pois permite a prescrição da cannabis para o tratamento de qualquer condição médica.

Uma vitória para todos aqueles que acreditam no desenvolvimento de uma consciência de cura e que lutam para a superar o preconceito que aflige quem tanto precisa.

Texto por: Douglas Miyahara

Douglas Miyahara é sociólogo, professor, permacultor, ativista ambiental e colaborador da ACALME BRASIL. Plante Amor & Acalme-se.

Espalhe Amor

Leave a Comment